50 Selvas depois! - Notícias - PRO FLIGHT - Escola de Aviação 


Entrevista

Comissários de Voo

01/10/2013

50 Selvas depois!

Nessa entrevista conversamos com o Cmte. Marcelo Penteado, Diretor-Geral da PRO FLIGHT e membro honorário da Força Aérea Brasileira que aos 41 anos de idade completa no dia 03 de novembro a sua 50ª. Prática de Sobrevivência na Selva para Comissários de Voo.

PRO FLIGHT – Qual foi seu primeiro contato com selva?

Marcelo - Foi no ano de 1988, quando tinha 16 anos e fui fazer o estágio de sobrevivência na selva no 2° Batalhão Especial de Fronteira, na Amazônia. Além de aprender muito e voltar cinco quilos mais magro, conheci o curso de “comandos” do Exército Brasileiro tendo, pela minha admiração à sua filosofia, aprendido a escalar, a mergulhar e a saltar de pára-quedas.  

PRO FLIGHT - Qual é a sensação de completar 50 selvas doze anos depois?

Marcelo - Jamais imaginei que isso fosse acontecer. É muita Selva!!!!! É muito cansativo!!!!! Embora não queira terminar barrigudinho, careca e atrás da mesa, já faz alguns anos que, quando chega dezembro pergunto para Deus se eu já posso parar. Aí vem a velha e mesma resposta de sempre: silêncio...Então renovo minhas energias e aceito mais um ano de trabalho.

PRO FLIGHT - O que mais te marcou nesse tempo todo?

Marcelo - Foi a oportunidade maravilhosa de trabalhar em nossa equipe com os melhores instrutores; grande parte deles militares do Exército e Guerreiros de Selva. Profissionais que amam a nossa Pátria e nos ensinam a respeitá-la ainda mais. Amigos para o resto da vida: Popovikz, Natanael, Lucimar, Stier, Will, Alvarenga, Wilmar e outros grandes!

PRO FLIGHT – É verdade que a selva tem frases especiais para os alunos?

Marcelo – é verdade, elas são esperadas e praticadas o curso todo! As duas mais célebres são “Bixo mole” e “O senhor(a) é ridículo(a) aluno(a)”. Nós instrutores e os nossos alunos adoramos essas frases e, de verdade, além de sermos ridículos, precisamos ter sempre alguém nos chamando carinhosamente de ridículos para que melhoremos o nosso desempenho em cada uma das nossas rotinas.

PRO FLIGHT – Você tem alguma história engraçada de selva para contar?

Marcelo – tenho sim, aconteceu no início de uma das práticas de 2012. Todos os alunos já haviam desembarcado de um dos ônibus e uma aluna me pediu para usar o banheiro desse ônibus porque estava muito apertada. Aconteceram várias outras coisas naquele minuto e a última delas foi o motorista me perguntar se podia ir embora. Adivinha: autorizei, e o ônibus partiu com a aluna dentro do banheiro. Devido à natureza das suas necessidades, ela só conseguiu se desvencilhar da situação dois quilômetros depois tendo que voltar a pé para o treinamento, onde foi largamente aplaudida na sua chegada.

PRO FLIGHT – Qual foi a sua melhor selva, e por quê?

Marcelo – minha melhor selva aconteceu no Pico das Cabras em abril de 2007. Caiu uma chuva muito forte por volta das 19h00 depois de um dia de absoluto calor. Vi muitos alunos se extasiarem ao beber a água que escorria pelas lonas dos abrigos, sem que se importassem em molhar completamente seus macacões de voo. Foi instinto de sobrevivência pura!

 

PRO FLIGHT – Qual foi a sua selva mais difícil, e por quê?

Marcelo – minha selva mais difícil foi a que sofri um acidente com jararaca durante um deslocamento noturno. Não me dei conta da picada embora a dor na perna fosse aumentando durante a madrugada. Na manhã seguinte, pedi ao ZERO-DOIS que assumisse a instrução e fiquei aguardando a hora do retorno. Chegando à Escola, segui para o Hospital, onde falei para o médico que devia ser picada de aranha. Tomei o soro anti-aracnídico, mas não melhorei. Só na manhã de segunda-feira descobrimos que era jararaca. Aí passei quatro dias sendo estudado pelos alunos da UNICAMP. Na quinta-feira, me dei alta e fugi do hospital.

PRO FLIGHT – Qual é a maior lição da Selva?

Marcelo – A Selva nos ensina a dar valor para as coisas mais simples da vida, como por exemplo, a água quente do nosso chuveiro ou os interruptores que acendem as luzes da nossa casa ou a comida pronta na mesa da qual muitas vezes reclamamos ou ainda a boa e velha “coca-cola quente, sem gás, pela metade”...

PRO FLIGHT – Como é a infra-estrutura e a logística dos exercícios de Sobrevivência na Selva?

Marcelo – A Selva é a nossa mais bonita e mais complexa operação, capaz de certificar até 192 alunos simultaneamente. Com o passar dos anos, fomos desenvolvendo e investindo pesadamente em equipamentos específicos, incluindo veículos de transporte especiais. A partir dos protocolos de segurança solicitados pela nossa parceira AEROPORTOS BRASIL, fomos nos aparelhando para todas as situações possíveis de se imaginar. Ao receber as comissárias da Presidente Dilma, seu comandante, o Coronel Lyra, me disse: “não conheço nenhuma unidade da FAB com esse nível de detalhamento!”

PRO FLIGHT – Dá muito trabalho cuidar desse “arsenal”?

Marcelo – Dá sim, mas é muito prazeroso. Temos um time “fantasma” maravilhoso que passa até dois meses preparando tudo até que o equipamento volte para as prateleiras e esteja pronto para a próxima selva.

PRO FLIGHT – Em matéria de Selva, falta alguma coisa para a ANAC?

Marcelo – Gostaria muito de ver as disciplinas de sobrevivência na selva e no mar como obrigatórias nos cursos de PPA e PCA. Recentemente, um Piloto de Boeing 767 que, por força de legislação fazia o nosso treinamento, disse que era exagero ter que remar no bote...Fico decepcionado de ver comissários tão bem preparados e alguns pilotos sem enxergar a importância da sua operacionalidade. Também gostaria que a ANAC banisse dos seus exames questões absurdas e ultrapassadas como a que pergunta a distância que a fossa de desejos deve ficar do acampamento, cuja resposta é 700 metros.

PRO FLIGHT – Qual a sua mensagem final nessa entrevista?

Marcelo - Quero agradecer a Deus, mas, sobretudo a cada um dos meus alunos, que confiaram em mim e tiveram a paciência de me agüentar aloprando cada minuto que passaram em ambiente de selva cumprindo as determinações da autoridade aeronáutica brasileira. Foi e continua sendo uma honra indescritível ter estado com cada um de vocês! Sel - va!!!!!!!

Notícias relacionadas

- Aeroporto de Viracopos, Polícia Federal e Pro Flight realizam simulado de sequestro em aeronave
- PRO FLIGHT moderniza uniformes de comissários
- Voando EMIRATES e visitando o Aviation College
- Mensagem do Cmro. UNITED Matheus Clemente às Turmas 72 e 73
- Mensagem da Cmra. ETIHAD Gabriela Di Giacomo às Turmas 69, 70 e 71
- Mensagem do Cmro. QATAR PIETRO MATIELLO às Turmas 66, 67 e 68
- Boeing 737, o segundo mockup da PRO FLIGHT
- Mensagem do Cmro. AVIANCA MARCELO MATOS às Turmas 64 e 65
- Agradecimento da Aeroportos Brasil à PRO FLIGHT
- Vida de Comissária, vida de atleta
- Mensagem da Gerente de Cultura de Serviços da LATAM aos alunos formandos da PRO FLIGHT
- Aeromoças já usaram microssaias, shorts, barriga de fora e até capacete
- Mensagem da Chefe dos Comissários da GOL aos Alunos da Turma 56
- Ser comissário, saber encantar
- Avianca Brasil confirma Star Alliance e compra 8 A-320
- Voando o mundo a bordo da EMIRATES
- 50 Selvas depois!
- Agora não é mais sonho, é realidade!
- Comissários no MUSEU TAM
- INFRAERO realiza nova edição do Curso mais esperado do ano
- PRO FLIGHT fecha nova parceria com a AZUL
- PRO FLIGHT oferece aula extracurricular de Maquiagem
- 40 comissários contratados nos últimos meses: só a Pro Flight tem!
- PRO FLIGHT oferece aula de vinhos aos primeiros colocados nas Provas
- PRO FLIGHT organiza mais uma palestra com a AZUL
- Carta de um aluno agradecido
- PRO FLIGHT formará as novas Comissárias de Voo da Presidente da República
- Comissários PRO FLIGHT seqüestrados em pleno voo

Comentários



Página inicial | Voltar

Curriculum Cias Aéreas

Faça seu cadastro

Acesso aluno
Acesso cia aérea

 
Trabalhe na Pro Flight, envie seu CV

Escola Homologada ANAC

Escola amiga do ambiente

Contato

Endereço:
Avenida Brasil, 1664 - Guanabara
Campinas - SP

Central de atendimento:
019 3243.7777

©Copyright 2017 - Pro Flight Escola de Aviação Civil Ltda. Todos os direitos reservados.